Abertas as inscrições para a Campus Party Brasil 2009

A Campus Party é um encontro de profissionais de tecnologia que dura uma semana inteira, 24 horas por dia. As pessoas podem levar seu computador e no local é oferecido toda a estrutura pra se viver durante uma semana: uma internet de velocidade absurda (5gb foi a de 2008, a conexão mais rápida do mundo até então), barracas para dormir, alimentação, etc… Desde 1997 o evento é realizado na Espanha, e é considerado o maior evento de inovação tecnológica do mundo.

Campus Party Brasil 2008

Em 2008, pela primeira vez foi realizado uma edição do Campus Party fora da Espanha, justamente no Brasil. O sucesso foi tão grande que em 2009 terá edições na Argentina, Chile Peru e México.

Campus Party Brasil - Edição Anterior

O evento será entre 19 a 25 de janeiro, na zona Sul de São Paulo, mais especificamente no Centro Imigrantes. O local dispõe de 38 mil metros quadrados. Com todo esse espaço, o local é dividido por áreas:

# Astronomia
# CampusBlog
# Games
# Modding
# Robótica
# Simulação
# Design
# Fotografia
# Música
# Vídeo
# Desenvolvimento
# Software Livre

As inscrições custam 100 reais (até dia 1 de novembro, depois custarão 150 ) e podem serem feitas no site da Campus Party Brasil. O evento oferece um serviço de alimentação (café da manhã, almoço e jantar) durante os 7 dias por R$150,00.

Bom… nesse ano eu não fui e me arrependi (bom, na verdade não pude ir), em 2009 eu vou e a Belinha também (mesmo que arrastada).

Podcasts sobre desenvolvimento web, tecnologia e internet

Montei uma coleção de podcasts que falam de internet ou desenvolvimento web. Todos os podcasts estão disponíveis para ouvir nos sites e para download para você ir ouvindo no seu celular / ipod / mp3 player e aprendendo algo novo enquanto está indo trabalhar, principalmente pra quem mora em São Paulo e demora bem mais que uma hora pra chegar no trabalho…

O SEOCast fala sobre SEO / SEM, dando dicas para promover o seu site nos buscadores. Tem apenas 5 episódios, vale a pena escutar.
Seocast - Podcasts Sobre SEO e SEM

Podcast Digital Paper grava a cada 14 dias um podcast falando basicamente sobre Internet mesmo. Temas interessantes já foram discutidos lá como: microformats, acessibilidade, wordpress, usabilidade entre outras coisas. Os podcasts são apresentados de forma divertida e descontraída e tem duração aproximada de uma hora cada um.
Podcast Digital Paper

Tem também o Podcast da revista Info e o blog Decodificando quem falam sobre novas tecnologias, novos produtos. Legal pra quem é geek.

E por último, um podcast onde você provavelmente não vai aprender nada, mas vai dar boas risadas, o jovem nerd apresenta notícias e debate de forma divertida. O podcast já está na edição 130, o site é antigo, vem desde 2002 mas curiosamente, neste momento está fora do ar, espero que seja só uma queda de servidor.

A interface do usuário do futuro em 3 etapas

Com a velocidade que vão as coisas, eu fico muito feliz em pensar que posso ter meu momento Minority Report logo logo. Além das pesquisas e desenvolvimentos de novos conceitos em interfaces de usuário completamente diferenciadas, a tecnologia vem se tornando melhor (e mais barata) como previu Moore em 1965.

Não vou falar de Iphone e Surface, porque isso já não é o futuro mais. Mas o que podemos esperar? Fiz uma lista de 3 promessas interessantíssimas que estão rodando pela web, povoando os sonhos dos geeks de plantão.

1. Futuro próximo: Tecnologia multi-touch da Apple com comando de voz, sensor de força e reconhecimento gestual

Foi notícia no Gizmodo a novidade em desenvolvimento na Apple. A intenção é aplicar o recurso aos Macbooks e Desktops. Um texto selecionado (via multi-touch, obviamente) poderá ser copiado através de comandos de voz “Copy” e “Paste”.

Tenho lá minhas dúvidas se o comando de voz vai pegar mesmo. Sabe aquela coisa da propaganda do cara que vai comprar as passagens para Bauru e acaba conseguindo sua viagem para Cochabamba? Pois é.

De toda forma, aposto na dupla multi-touch + voice, afinal, são as duas ações mais orgânicas para executar tarefas e se comunicar. E como todo mundo, aposto na Apple também, que sempre soube tratar muito bem a interface do usuário.


2. Futuro médio-prazo: Gadgets inteligentes com telas translúcidas

Esse conceito foi desenvolvido pelo pessoal do Petitinvention (ou terá sido pelo Spielberg?). A idéia é um gadget inteligente que reconhece objetos e gera definições pra você e integra com funcionabilidades como mapas, dicionários, etc. É uma espécie de Wikipedia-GPS-Agenda-eletrônica-WiFi-Contador-de-calorias do futuro, uma graça.

É claro que acho mto difícil alguém sair por aí andando com uma placa de vidro só pra te falar quantas calorias tem uma maçã (vá lá, até uma tabelinha em papel seria mais prática). Mas os entusiastas já fizeram até uma versão do “iphone glass”, e aí a coisa parece fazer mais sentido. Telas translúcidas no celular com funções integradas? Eu quero também (olha só de novo o que o Minority Report fez comigo).

3. Futuro longo-prazo: Um faz-tudo nanotecnológico que não suja, guarda cheiro e ainda combina com sua bolsa!

Esse conceito é de deixar qualquer geek babando por 5 minutos. Na verdade por 10 minutos, os 5 minutos durante o vídeo de apresentação e 5 minutos depois, enquanto tenta voltar ao presente. O projeto é uma simulação da Nokia, para um celular, que chega a ser heresia ser chamado de “celular”.

Talvez ele merecesse uma denominação mais divina, mas na verdade, ele é tem muito mais a ver com o conceitos de célula do que qualquer um dos nossos modelos mais hi-techs de hoje em dia.
Quem me mostrou o Nokia Morph foi a Letícia, o que foi muito cruel da parte dela, porque agora eu vou ficar esperando o dia chegar para ter esse brinquedo.
Espero estar viva quando esse dia chegar!