Lista de blogs em português sobre desenvolvimento web e TI

Com essa lista de blogs da pra aprender muita coisa, em português. E pra facilitar o trabalho ainda, deixei disponível uma lista opml com todos os feeds para importar no seu leitor de rss (se alguém ainda não tem, sugiro o feedreader).

Lista opml com todos os feeds para importar no seu leitor de rss

Apesar de não termos um blogroll, esse seria o nosso. Segue lista em ordem alfabética, façam bom proveito:

A informação – Atualizado com boa freqüência, o blog fala sobre o mercado de TI em geral, mostrando as principais notícias do momento da área.

veja mais tidbitsAkita On Rails Fabio Akita, uma das principais referências de Ruby On Rails no Brasil, ensina RoR, divulga eventos e mostra as principais novidades do framework.

AleMazzariolli – A webwriter, que também é editora do webinsider, e revisora dos cursos online da Visie fala sobre suas experiências profissionais: comunicação, usabilidade, acessibilidade, etc.

Arquitetura de Informação – O famoso blog é atualizado Silvia Melo e Fabricio Teixeira (arquitetos de informação da AgênciaClick) mostra boas referências, ótimos textos e os trabalhos realizados por eles.

BrPoint – O Blog fala sobre SEO e Blogs, incentivando a galera a fazer blogs pra ganhar dinheiro, ou mesmo por diversão.

Bruno Dulcetti – Com boa freqüência de posts também, o carioca que trabalha como Web Design / Web Development fala sobre web standards, css, xhtml e tecnologia em geral.

Bruno Torres – O carioca, especialista em SEO, trabalha no UOL, apesar de não postar muito, seu Blog conta com 5290 assinantes em seu FeedBurner.

Carreirasolo – Um blog diferente, conta como é viver de freela, e da as dicas pra galera a conseguir isso. Também posta sempre sobre profissionais freelancers (para aqueles que querem contratar), divulga jobs e vagas para freelancers e ainda tem um podcast falando das dificuldades em freelas.

Ciro Feitosa – Desenvolvedor web, trabalha tanto em desenvolvimento de sistemas quanto em programador de interface, e no seu blog, fala sobre suas experiências.

Chris B. – Com uma experiência grande já na área de desenvolvimento web, Chris é responsável por uma equipe de programadores de interface e conta no seu blog um pouco de suas experiências.

Clauber Stipkovic – Programador de interface da AgênciaClick e membro do projeto Mozilla. Clauber, também conhecido como Jesus (semelhança física), comenta seus projetos em seu blog.

Cleiver – O programador fala bastante sobre php, o framework CakePHP, linux e seu notebook da HP que só lhe dá problemas.

Cor Cinza – Apesar do nome parecer um blog de design, o conteúdo principal do blog é PHP, o blog tem boas introduções e tutoriais pra quem está começando na linguagem.

CSS no lanche – Blog específico, fala do básico ao avançado sobre CSS, explica boas práticas, e é sempre atualizado.

veja mais tidbitsDanillo Nunes – Recentemente ele decidiu traduzir o Opera Web Standards Curriculum, um curso da Opera que ajuda a preparar desenvolvedores. Os artigos são excelentes, bem técnicos.

Desenvolvimento para Web – Sem um tema específico, o blog da dicas de SEO, PHP, CSS e fala sobre novos CMS e tudo mais que engloba o desenvolvimento web.

DGMike – DGmike é desenvolvedor web que trabalha para a Visie. Seu blog fala sobre php, python, html, css, javascript, etc.

Digital Paper (Podcast) – Em formato de Podcast, o blog com poucas atualizações, tem pots interessantes sobre usabilidade, wordpress, Google Gears, etc…

veja mais tidbitsEduardo Ottaviani – Mais um programador de interface da AgênciaClick, fala sobre CSS, Javascript e boas práticas no desenvolvimento.

El Micox – O blog bastante visitado (eu acho) tem como objetivo postar funções prontas JavaScript, Ajax, PHP, DOM, Webstandards, dicas e outras coisas.

FechaTag – Outro blog de alguém da Visie, Elcio Ferreira fala sobre XML, XHTML, CSS, Tableless, Python, Linux além de divulgar eventos da área.

HTMHelen – Helen Fernanda tem um perfil interessante, apesar trabalhar em outra área e estudar comunicação, ela escreve sobre html, css e novidades na internet. O blog está sempre atualizado e além desse blog, ela tem mais QUATRO, e ainda faz freelas com web. Helen parece ser uma daquelas pessoas que faz seu dia parecer ter 35 horas.

Igor Escobar – Como ele mesmo diz, o objetivo do blog é documentar todo o processo de mudança na área de técnolgia focada no desenvolvimento web e apresentar as soluções e problemas cotidianos.

Ivo Gomes – Ivo, consultor de usablidade a 4 anos, fala um pouco da área, de acessibilidade e arquitetura da informação.

jQuery Brasil – Sem posts recentes mas com um conteúdo muito bom, jQuery Brasil fala sobre plugins, efeitos e como usar o mais conhecido framework em javascript.

Julio Gref – O desenvolvedor web fala sobre Frameworks, Mootols, jQuery, Javascript, e como diz um de seus posts: “coisas que todo desenvolvedor deveria saber”.

Leonardo Caineli – Com mais de 7 anos de experiência na área, já trabalho como Programador de Interface e Web Design, assim consegue falar sobre Design, Padrões Web e Tecnologia.

Lucas Ferreira – Além de muitas referências (Links for del.icio.us) o blog tem posts sobre jQuery / Lightbox / PHP.

Luiz Tiago – Formado em Sistemas e trabalhando na área de desenvolvimento web desde 2001, seu blog tem um enfoque em webstandards e novidades na área.

Lutando por WaSP – WaSP é sigla para Web Standards Project (é.. tem um trocadilho no meio, wasp significa vespa). Aldemir fala sobre padrões, acessibilidade, Arquitetura da informação, CSS, Rails, Javascript.. e por aí vai.

Marcos Gomes – Ajudou a fundar e é diretor de tecnologia da boo-box. Trabalha com internet a mais de 10 anos, sendo que só tem 22. Tem muita experiência pra contar no blog.

Maujor – O famoso “dinossauro das CSS”, responsável pelo site “CSS para Web Design”, tem um blog também falando principalmente sobre jQuery, já que lançou um livro em português recentemente.

Mestre SEO – Blog específico em SEO com diversos autores que dão as dicas do que fazer e do que não fazer para obter melhores resultados nos buscadores.

O Desenvolvedor – Com muito javascript, jQuery e prototype o blog é ótimo pra quem deseja largar o flash pra fazer efeitos que poderiam ser feitos com javascript. Além disso o blog fala de padrões web, semântica.

pBlog – No blog do Rodrigo Ghedin e Érico Oliveira o tema é WordPress. Plugins, atualizações, temas, tudo é abordado no blog, ideal pra quem não sabe programar, mas deseja ter um blog bem personalizado.

Pinceladas da Web – O blog de Pedro Rogério chama atenção pelo alto nível dos posts, com boa freqüência de atualização e desde 2006, os assuntos mais falados de seu blog são Acessibilidade, Browsers, CSS, JavaScript, jQuery e XHTML segunda sua tag cloud.

Pixeladas Aleatórias – Análises sobre a web e muitas referências (links for del.icio.us) é o que mais tem no blog, que também fala de HTML / CSS. Sua descrição no seu blog é “Simone Villas Boas é desenvolvedora de front-end, geek em tempo integral”.

Profissão Web – Thiago Melo, um dos colunistas do webinsider, tem seu blog, que com um ano e meio de vida tinha mais de 700 posts, impressiona! Thiago é desenvolvedor e designer de interfaces e já atua na área a mais de 6 anos.

Project 47 – Falando sobre web standards e wordpres, Carlos Eduardo que é desenvolvedor web criou a “sexta feira dos webstandards” que era uma série de links e referências bem interessantes, apesar de não ter dado continuidade, existem 15 posts desses que estão em meio ao seus históricos.

Revolução Etc – O mais famoso blog da lista, tem quase 7 mil assinantes dos seus feeds. Atualmente ele está escrevendo “dicas de como montar um blog” mas aos seus quase 400 posts tem muitos posts técnicos porém bem detalhados, mostrando o porque é de tanto sucesso.

Ruf Space – Falando sobre webstandards e o cotidiano web. Apesar do blog estar praticamente parado, existem posts interessantes em seu histórico na sessão DOM lab.

veja mais tidbitsSEO Cast – O slogan do blog é “muito mais que meta tag”. Além dos posts dando as dicas de SEO também estão disponíveis podcasts sobre o assunto.

Simples Idéias – O blog de Nando Vieira é bem técnico, para aqueles que querem ver código mesmo. O blog está bem focado em Ruby On Rails, mas tem outros posts de outros assuntos.

t de <tag> – Segundo sua descrição, Marcello de Souza é técnico em informática, programador e professor. Entusiasta de novas tecnologias e do uso de software livre. Sendo tudo isso tem muita coisa pra ele escrever como Python, Padrões web, CSS e bastante Ruby On Rails.

Tá dificil… – Usabilidade é o tema do blog que mostra a grande dificuldade que usuários tem para fazer coisas simples como comprar cartucho para Epson ou obter resultados anteiores da mega-sena.

Tableless – Diego Eis ensina CSS / XHTML / jQuery / SEO. Além dos posts escritos, o blog tem diversos vídeos que são tutoriais curtos e bem detalhados mostrando desde implementando html até manipular atributos com jQuery.

Techbits – O tema é TI, Alexandre Fugita escreve as notícias do mercado, como o lançamento do Android, Chrome, Campus Party, twitter, a privadade do facebook, etc.

TecnoBlog – O blog voltado para a Tecnologia, tem uma boa freqüência de posts que dão notícias da internet como “Brasil é o 6º colocado no ranking de ataques de malwares” ou “Yogen Max – carregue a bateria do seu notebook com o movimento dos pés”.

Tecnocracia – Manoel Netto se diz apaixonado por tecnologia, trabalha com web desde 1998. Ele fala sobre internet em geral, o blog é bastante acessado, 1700 pessoas assinam seus feeds.

veja mais tidbitsTidBits – Nosso blog. Eu, Danilo Augusto, programador da AgênciaClick, e Belinha, arquiteta de infromação da Tesla, em meio as brigas de casal, falamos sobre desenvolvimento web e eninamos através de exemplos práticos.

Tulio Faria – Túlio é professor técnico em informática e freela fazendo sites. Programador de diversas linguagens. Apesar disso, seu blog é voltado mais para PHP.

UnderGoogle – Tudo sobre o google. Search Wiki, Friend Connect, Orkut, Gmail, Zeitgeits, Maps, Adwords, etc etc.. o assunto no blog é somento Google e segundo eles, 11 mil pessoas assinam seu rss.

Vagas na Web – E para aqueles que já aprenderam o bastante e talvez seja a hora de ser melhor remunerado, esse blog do yogodoshi posta diversas vagas de empregos todos os dias. Até meu emprego atual, eu fiquei sabendo da vaga por lá.

ViuIsso? – Michel Lent Schwartzman é CCO da 10’Minutos S.A., designer gráfico, mestre em Telecomunicações Interativas pela New York University, articulista do Webinsider e do Yahoo! Tecnologia, juri do Prêmio iBest desde 1999 e professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing. No seu blog ele dá as notícias do que está acontecendo na web.

Visie – No blog da empresa de treinamento em desenvolvimento web, consta a agenda de palestras do Élcio Ferreira, vídeos tutoriais e outras coisas ligadas a empresa.

Web, Design e CSS – Cleo, uma Web designer que também trabalha com CSS, XHTML, SEO e usabilidade, fala um pouco de tudo no seu blog, com o conteúdo é bem variado, pode interessar a diferentes áreas.

Webinsider – O blog, patrocinado pelo UOL, conta com diversos colunistas, está ativo desde 2000 e fala sobre o mercado web no Brasil.

WebPoint – Alexandre Magno é membro da equipe do jQuery, no seu blog ele fala muito do framework, escreve diversos tutoriais, fala de plugins, enfim… dá todas as dicas pra quem quer trabalhar com a ferramenta.

Yogodoshi – Cayo Medeiros, além do Vagas na Web, tem esse blog que fala sobre SEO, jQuery, Javascript, cita boas referências e tem o post “O Melhor da Semana” (que está da edição 32) com links das notícias que chamaram atenção, todas separadas por categorias, como Tuturiais, Vagas de Emprego, Dicas, Notícias, Artigos, etc..

Se alguém quiser incluir um blog, deixe comentado aqui o endereço do blog que eu atualizo o post, desde que o blog se encaixe na lista, é claro.

[]s

Os 10 erros de SEO que você não deve cometer

Estou inspirada em posts de listas, principalmente listas que dizem o que você não deve fazer. O de hoje é sobre os erros de SEO que podem prejudicar o pagerank do seu site, sem muito enrolação, vamos direto aos tópicos para não tirar a relevância das palavras-chaves desse post (rs..):

1. Escolher as keywords erradas
Por mais que você conheça seu público e o seu site, nunca utilize somente o chutômetro pra definir as keywords que você vai trabalhar. O importante não é o termo com o qual você define seu site, e sim como o seu usuário busca pelo seu conteúdo. Utilize ferramentas de métricas de keywords, como o Google Trends (que compara os volumes de buscas de diferentes palavras-chaves). Verificar volume de busca e uso da concorrência também é bacana no Google Adwords.

2. Esquecer da tag title
Existem dois grandes motivos para não se esquecer dessa tag. A primeira é que ter a keyword no title reforça a relevância de sua página para aquela palavra-chave específica. A segunda é que o titulo da página é exibido no resultado dos buscadores. Uma página chamada “Untitled-1” não costuma ser muito atraente aos usuários. Só ilustrando a questão, clique se quiser ver as 1.910.000 páginas (do Brasil) que retornam a busca por “Untitled Document”.

3. Fazer o site todo em flash
Mesmo que o Google tenha anunciado que irá começar a ler os sites em Flash, a tecnologia ainda é insuficiente . Além de prejudicar acessibilidade, e estar em desacordo com as próprias diretrizes de qualidade recomendadas pelo Google, os sites em flash não são vasculhados e indexados. Quando essa opção não pode ser descartada, a alternativa é fazer uma versão HTML do site, ou extrair o conteúdo de alguns XMLs para ser indexado. Há uma documentação do próprio Google sobre isso, para quem se interessar.

4. Menus com javascript
Os crawlers também não lêem Javascript, e, consequentemente não o indexam (e lógico, não seguem os links indicados por ele). Isso faz que as outras páginas do site não sejam encontradas pelo googlebot quando ele estiver passeando pelo seu site. Uma solução para esse problema é manter um sitemap.xml e avisar o Google sobre ele (veja como aqui).

5. Preocupar-se demais com metags
Quando nem existia o termo e o conceito de Search Engine Optimization, a metakeywords eram realmente importantes. Encher a metadescription de palavras-chaves também era uma boa opção. Mas o Google ficou mais espertinho, e cada vez mais justo, e fez as metatags perderem sua importância na hora de conferir relevância à um site. Por isso, o principal das metatags, é fazer uma description realmente atrativa, que convença o usuário que te econtrou no Google, que o conteúdo de sua página é relevante o bastante para ele (lembre-se que a média de caractéres exibidos é 160). Já as keywords, duas ou três palavras-chaves devem ser utilizadas em média, para não se diminuir a relevância de suas palavras principais.

6. Usar apenas imagens no header
Nunca despreze a importância de um h1 e h2 para o buscadores. Coloque títulos como títulos, sempre que possível. Se o site exige um header com uma fonte que não seja de sistema, a alternativa é utilizar o h1 com image replacement (- que é a colocar a figura como o background do elemento, no CSS).

7. Não utilizar URLs amigáveis
Utilizar técnicas como o mod_rewriter para fazer que as páginas dinâmicas tenha URLs amigáveis é fundamental para que seu conteúdo possa ser encontrado. Um bom exemplo de um site que deveria usar e isso e não usa é o site da Abril: o conteúdo de todas as revistas está online, mas é quase impossível de encontrar pelos buscadores.

8. Utilizar técnicas blackhat
Fazer spam de palavras-chaves escondidas pelo css, exibir páginas diferentes para usuários utilizando cloaking, redirects que passam o usuário pela página com keywords e conduzem o usuário rapidamente para a página correta, enter várias outras técnicas que trazem o usuário para um conteúdo não relevante. Todas essas técnicas são conhecidas como blackhat, e podem fazer aumentar as visitas do seu site a curto prazo, mas quando descobertas, todas elas são punidas pelo Google – que joga sua página para os últimos resultados ou mesmo remove ela da indexação.

9. Participar de “farmlinks” e ter backlinks ruins
Nesse caso, o ditado representa a verdade “diga-me com quem você anda, que eu te direi quem voê é”. Participar de farmlinks (sites que existem somente para distruibuir backlinks), ou fazer trocas de links com conteúdos que não tenham relação com seu conteúdo não é um bom caminho. Não se sabe ao certo, mas alguns dizem que o Google mede não só o Pagerank, mas o “Pagetrust” do seu site, para saber se aquele conteúdo é realmente relevante, ele também analisa os links que você fez, se apontam para sites bem classificados ou sites que foram punidos pelos buscadores.

10. Não ter as keywords no conteúdo
A keyword não precisa ter peso somente no título e nas metatags. Ela precisa estar por todo o conteúdo, para que o site consiga um bom posicionamento nos resultados de busca. Isso é cuidado do Google, para que não só os títulos sejam relevantes às buscas dos usuários, mas também todo o texto.

Update: Baseado no artigo do Top 10 Seo Mistakes do Webconf

Podcasts sobre desenvolvimento web, tecnologia e internet

Montei uma coleção de podcasts que falam de internet ou desenvolvimento web. Todos os podcasts estão disponíveis para ouvir nos sites e para download para você ir ouvindo no seu celular / ipod / mp3 player e aprendendo algo novo enquanto está indo trabalhar, principalmente pra quem mora em São Paulo e demora bem mais que uma hora pra chegar no trabalho…

O SEOCast fala sobre SEO / SEM, dando dicas para promover o seu site nos buscadores. Tem apenas 5 episódios, vale a pena escutar.
Seocast - Podcasts Sobre SEO e SEM

Podcast Digital Paper grava a cada 14 dias um podcast falando basicamente sobre Internet mesmo. Temas interessantes já foram discutidos lá como: microformats, acessibilidade, wordpress, usabilidade entre outras coisas. Os podcasts são apresentados de forma divertida e descontraída e tem duração aproximada de uma hora cada um.
Podcast Digital Paper

Tem também o Podcast da revista Info e o blog Decodificando quem falam sobre novas tecnologias, novos produtos. Legal pra quem é geek.

E por último, um podcast onde você provavelmente não vai aprender nada, mas vai dar boas risadas, o jovem nerd apresenta notícias e debate de forma divertida. O podcast já está na edição 130, o site é antigo, vem desde 2002 mas curiosamente, neste momento está fora do ar, espero que seja só uma queda de servidor.

Ferramentas de métrica online para webmasters ou curiosos

Um pequeno post com ferramentas interessantes para webmasters, ou olhos-gordos que querem ficar sabendo à quantas anda o site do vizinho. Algumas serviços que podem ser util para medir o tráfego e popularidade de seus sites (principalmente pra quem não tem como usar o Google Analytics):

Logo do site Popuris
1.Popuri.us
Serviço que checa o grau de popularidade do seu (ou qualquer outro) site / blog trazendo dados de PageRank, Backlinks, del.icio.us, Alexa e Technorati.

Logo do site Quarkbase
2. Quarkbase
Uma breve descrição do site, e um snapshot da home são as primeiras informações do Quarkbase. Outros dados são bastante interessantes, como o indice do Alexa, as tags principais do Blog, além de links do del.icio.us e Twitter e sites relacionados.

about-this-site
3. AbouThiSite
Com uma interface ajax-bonitinha-amigável o AbouThiSite faz a mesma coisa que os outros de cima. Com um certo valor para o PageRank e mais precisão para a média de visitantes diários. (Devo confessar que sempre fui muitissímo curiosa em relação às médias alheias…)

Logo do site FeedCompare
4. FeedCompare
Mais um da linha “será que a grama do vizinho é mais verde”, o site oferece um medidor de feeds, para comparar o número de assinantes do RSS. Infelizmente, o serviço só atende aos usuários que utilizam o FeedBurner.

Yahoo! Site Explorer
5. Yahoo! Site Explorer
Rastreia todos os links (internos e externos) para o site consultado. Simples e direto, é uma ótima ferramenta de monitoramento.

Compete Analytics
5. Compete Site Analytics
Gráficos comparativos de média de visitantes de até 3 sites. Tem aparência do Google Trends, mas ao invés de competir as palavras chaves, utiliza o blog. Também bem fácil, mas… a lista de sites indexados aidna precisa crescer um pouco.