Os 10 erros de SEO que você não deve cometer

Estou inspirada em posts de listas, principalmente listas que dizem o que você não deve fazer. O de hoje é sobre os erros de SEO que podem prejudicar o pagerank do seu site, sem muito enrolação, vamos direto aos tópicos para não tirar a relevância das palavras-chaves desse post (rs..):

1. Escolher as keywords erradas
Por mais que você conheça seu público e o seu site, nunca utilize somente o chutômetro pra definir as keywords que você vai trabalhar. O importante não é o termo com o qual você define seu site, e sim como o seu usuário busca pelo seu conteúdo. Utilize ferramentas de métricas de keywords, como o Google Trends (que compara os volumes de buscas de diferentes palavras-chaves). Verificar volume de busca e uso da concorrência também é bacana no Google Adwords.

2. Esquecer da tag title
Existem dois grandes motivos para não se esquecer dessa tag. A primeira é que ter a keyword no title reforça a relevância de sua página para aquela palavra-chave específica. A segunda é que o titulo da página é exibido no resultado dos buscadores. Uma página chamada “Untitled-1” não costuma ser muito atraente aos usuários. Só ilustrando a questão, clique se quiser ver as 1.910.000 páginas (do Brasil) que retornam a busca por “Untitled Document”.

3. Fazer o site todo em flash
Mesmo que o Google tenha anunciado que irá começar a ler os sites em Flash, a tecnologia ainda é insuficiente . Além de prejudicar acessibilidade, e estar em desacordo com as próprias diretrizes de qualidade recomendadas pelo Google, os sites em flash não são vasculhados e indexados. Quando essa opção não pode ser descartada, a alternativa é fazer uma versão HTML do site, ou extrair o conteúdo de alguns XMLs para ser indexado. Há uma documentação do próprio Google sobre isso, para quem se interessar.

4. Menus com javascript
Os crawlers também não lêem Javascript, e, consequentemente não o indexam (e lógico, não seguem os links indicados por ele). Isso faz que as outras páginas do site não sejam encontradas pelo googlebot quando ele estiver passeando pelo seu site. Uma solução para esse problema é manter um sitemap.xml e avisar o Google sobre ele (veja como aqui).

5. Preocupar-se demais com metags
Quando nem existia o termo e o conceito de Search Engine Optimization, a metakeywords eram realmente importantes. Encher a metadescription de palavras-chaves também era uma boa opção. Mas o Google ficou mais espertinho, e cada vez mais justo, e fez as metatags perderem sua importância na hora de conferir relevância à um site. Por isso, o principal das metatags, é fazer uma description realmente atrativa, que convença o usuário que te econtrou no Google, que o conteúdo de sua página é relevante o bastante para ele (lembre-se que a média de caractéres exibidos é 160). Já as keywords, duas ou três palavras-chaves devem ser utilizadas em média, para não se diminuir a relevância de suas palavras principais.

6. Usar apenas imagens no header
Nunca despreze a importância de um h1 e h2 para o buscadores. Coloque títulos como títulos, sempre que possível. Se o site exige um header com uma fonte que não seja de sistema, a alternativa é utilizar o h1 com image replacement (- que é a colocar a figura como o background do elemento, no CSS).

7. Não utilizar URLs amigáveis
Utilizar técnicas como o mod_rewriter para fazer que as páginas dinâmicas tenha URLs amigáveis é fundamental para que seu conteúdo possa ser encontrado. Um bom exemplo de um site que deveria usar e isso e não usa é o site da Abril: o conteúdo de todas as revistas está online, mas é quase impossível de encontrar pelos buscadores.

8. Utilizar técnicas blackhat
Fazer spam de palavras-chaves escondidas pelo css, exibir páginas diferentes para usuários utilizando cloaking, redirects que passam o usuário pela página com keywords e conduzem o usuário rapidamente para a página correta, enter várias outras técnicas que trazem o usuário para um conteúdo não relevante. Todas essas técnicas são conhecidas como blackhat, e podem fazer aumentar as visitas do seu site a curto prazo, mas quando descobertas, todas elas são punidas pelo Google – que joga sua página para os últimos resultados ou mesmo remove ela da indexação.

9. Participar de “farmlinks” e ter backlinks ruins
Nesse caso, o ditado representa a verdade “diga-me com quem você anda, que eu te direi quem voê é”. Participar de farmlinks (sites que existem somente para distruibuir backlinks), ou fazer trocas de links com conteúdos que não tenham relação com seu conteúdo não é um bom caminho. Não se sabe ao certo, mas alguns dizem que o Google mede não só o Pagerank, mas o “Pagetrust” do seu site, para saber se aquele conteúdo é realmente relevante, ele também analisa os links que você fez, se apontam para sites bem classificados ou sites que foram punidos pelos buscadores.

10. Não ter as keywords no conteúdo
A keyword não precisa ter peso somente no título e nas metatags. Ela precisa estar por todo o conteúdo, para que o site consiga um bom posicionamento nos resultados de busca. Isso é cuidado do Google, para que não só os títulos sejam relevantes às buscas dos usuários, mas também todo o texto.

Update: Baseado no artigo do Top 10 Seo Mistakes do Webconf

8 thoughts on “Os 10 erros de SEO que você não deve cometer

  1. Fala Mestre DAN .. gostei da nova largura do site agora usa quase toda minha tela hehe .. fico pensando, se o texto muito largo para ler fica cansativo LOGO ele vai colocar uma coluna a mais nesse site .. hehe alterando a estrutura em safadao.. la vem publicidade.

    quanto ao post, listou bem os tópicos necessarios agora GO fazer um post para cada item hehe.. ;)

    parabens ao casal abração

  2. Corrigido Paulo, mea culpa.

    Mas a fonte foi o o Webconf na verdade. Você sabe qual é o original?

    Se for o adoitbcs, que corrijo aqui.

    Estou satisfeita que você conheça o meu blog. Você tem uma grande responsabilidade por ele estar no ar… (suas dicas no curso foram fundamentais, e já conquistei Pagerank 2 com poucos meses de postagem).

    Abraços,
    Isabela

  3. Ah, bacana o post! Vale a pena também falar do html escrito de forma semântica (uso de tags de título, strong e emphasis), deixar o layout no CSS, não usar imagens demais como conteúdo, etc…
    O mundo do SEO é vasto, mesmo! hehe

  4. Oi Chris,

    Como essas dicas foram dadas no post sobre os erros de CSS, é só seguir os 3 posts pro site ficar 100% ahahahhaa

    ;)

  5. Ah, eu não tinha visto os outros posts! *acabei de adicionar o feed no meu reader aqui de RSS
    Comentei isso pq. a gente sabe que também ajuda no SEO fazer essa divisão, né?
    Parabéns pelo site ;)

  6. A otimização de Seo sempre foram o calo no sapato. Por mais que aprendemos nunca chegamos lá. As dicas são interessantes e sempre estamos aptos a aprender.
    Donizete

  7. Olá Danilo,

    Um dos principais erros de SEO é o cliente achar que SEO é apenas técnico que é “a pessoa que faz o site já sabe o que fazer”.
    Focar no conteúdo de qualidade é fundamental, e usar o Keyword Tool para analisar a Cauda Longa de Conteúdo é fundamental para alinhar o conteúdo às buscas.

    Abraços,
    Marcio Okabe

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *