[VÍDEO] The Machine Is Us/ing Us

Em momentos pós-eleições americanas, nas quais a web foi fundamental para a campanha de Obama e teve peso decisivo na escolha do novo grande líder mundial, é hora de nós repensarmos um pouco o espaço com o qual aprendemos, nos conectamos e principalmente, colaboramos – como não poderia deixar de ser em tempos “2.0” – embora essa palavra me parece uma gradessíssimo clichê.

Repensar nossa postura, como profissionais do meio, é uma reflexão necessária. O mundo moderno se tornou de tal forma tão dependente da rede, e ao mesmo tempo tão vulnerável em sua depêndencia que nossa responsabilidade cresce e muito.

Construir interfaces para web, também se tornou uma tarefa que vai além da relação com o desktop, e abrange um universo bem maior de gadgets, que aumentam ainda mais nosso desafio de planejar, desenvolver e apresentar essas interfaces.

Pra complementar a discussão, um vídeo interessante (que não é inédito) mas aborda de uma maneira bastante criativa a importância da web (e das novas tecnologias), e sua influência sobre nossas vidas, no presente e no futuro próximo.

Bom final de semana a todos.
;)

Market Share – Estatísticas de Navegadores, Buscadores, Resoluções de Tela

A Net Aplications disponibiliza mensalmente relatórios com estatísticas (ou curiosidades) para todos nós, desenvolvedores ou até mesmo clientes.

Os relatórios são muitos, sempre em participação, sendo assim. Qual a participação de cada navegador, de cada sistema operacional, cada buscador, resoluções de tela, etc.

Os dados do mundo todo, sendo assim, se fosse só pro Brasil, teria diferenças. O IE6 é muito mais usado no Brasil do que na média mundial, assim como o Google.

Confira os gráficos:

Navegadores

MarketShare - Navegadores - Setembro de 2008
Apesar da participação do Firefox e Safari estarem crescendo, o IE ainda é a grande massa da Internet.

Navegadores por versão

Market Share - Navegadores por versão - Setembro de 2008
Infelizmente 24,6% das pessoas ainda usam o IE6, e nós desenvolvedores de interface vamos ter que continuar a usar velhos truques durante um bom tempo.

Sistemas Operacionais

Market Share - Sistemas Operacionais - Setembro de 2008
Mac vem subindo bastante, mas o que chama a atenção é que usuários de Iphone que logo logo devem ultrapassar usuários de Linux.

Buscadores

Market Share - Buscadores - Setembro de 2008
Essa é uma pesquisa que no Brasil a realidade é outra, o Google atinge 98% aqui.

Resoluções de Tela

Market Share - Resoluções de Tela - Setembro de 2008
Aqui o que chama atenção, é que o 800×600 vem crescendo, porque? Usuários de Iphone, e mini notebooks (eee-pc).

Todos os dados são referentes ao último mês (Setembro de 2008).

Novas features pro Gmail

Eu sou uma usuária completamente apaixonada pelo Gmail. Não bastasse ter me dado 2Gb de armazenamento na época que ninguém fazia isso, a interface amigável, e os recuros do Gmail colocaram ele no meu top 1 entre os serviços de internet. Podem vir orkuts, twitters, e quaisquer nomes esquisitos. Tudo passa, só o Gmail fica (propaganda de Bombrill mode on).

Agora, ele lançou umas novas features, para gente testar e dar uma incrementada no serviço. São aplicativos desenvolvidos no Google Labs, e tem ferramentas bem legais (e outras meio idiotas, é verdade).

Já estou utilizando alguns como o Superstars que inclui novos itens de marcação de e-mails, como estrelas de cores diferentes, e outros sinalizadores para você organizar sua lista de prioridades. (Pra mim que adoro ícone e que marcava com estrela vários tipos de e-mails, é o paraíso).

Nova feature do Gmail

Outros, como o Vacation Times se integra com uma funcionalidade que o Gmail já tem hoje: a mensagem de férias. Só que com o Vacation Times você pode setar em um calendário por quanto tempo você estará fora.

O drag and drop para os itens laterais, tb é legal. Quem usa muito as labels, pode colocá-las antes do box do gtalk, e isso facilita muito. Essa feature chama Navbar drag and drop. O Right-side chat e Right-side labels, como o nome já diz, permite você colocar as barras do Gtalk e Labels no canto direito do Gmail.

Os beberrões vão gostar também do Mail Goggles: para evitar aqueles estragos de e-mails enviados sob o efeito de uns copos de cerveja a mais. A idéia básica é ter um horário “de risco” configurado, e quaisquer tentativas de enviar e-mails nesse período precisa ser validada por uma enquete simples (que um bêbado não possa responder).

Mas a feature mais promissora, ainda não vale pra nós, chamada Forgotten Attachment Detector, que verifica se o corpo de sua mensagem possui indícios que há um arquivo anexado. Se não for encontrado nenhum arquivo, um box te lembra que talvez os anexos ficaram pra trás (coisa que eu sou mestre em fazer! rs).

Para fazer isso com o seu Gmail, vocês só precisa ir em “Settings” ou “Configurações, colocar o idioma em inglês e visualizar as opções na aba Labs.

PS: Para poder utilizar essas novas features, é obrigatório usar a versão em inglês do Gmail, do contrário essas opções não aparecem.

Resumo de como foi o 1º Fórum W3C Brasil

O fórum realizado hoje na sede da NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br), diferente do padrão de eventos sobre internet no Brasil, contava com poucos programadores, muitos professores, diretores de empresas, com uma média de idade alta (talvez eu, com 25 anos, fosse o mais novo). O evento foi bem restrito, cerca de 60 pessoas apenas (contando com os palestrantes e organizadores) estavam por lá. O fórum foi a segunda atividade pública da W3C no Brasil.

E evento começou com Demi Getschko, Diretor-Presidente da NIC.br, contando um pouco da história da NIC.br, quem controla toda a estrutura dos dominios .br. A NIC.br foi criada a 5 anos e ativada a 3 anos atrás Muitas coisas interessante e curiosidades foram ditas, como por exemplo:

* Até 1997 os registros de domínios era gratuíto no Brasil, depois passaram para 50 reais anuais, 40 e agora 30.
* O Brasil já exportou (gratuítamente) o algorítmo que controla os dominios .br para outros países.
* Brevemente será lançado um domínio exclusivo para bancos (o que deve dificultar fraldes).

Everaldo Bechara, Presidente do iLearn, nos contou da dificuldade que era disseminar padrões WEB a anos atrás. houve muita resistência de empresas que acreditavam ter mais custos, desigers achavam que iam ter menos recursos, achando iria “engessar” o Layout, além dos CMS’s amarrados não deixavam implementar padrões, etc… Mas pensando bem, essas coisas melhoraram, mas não mudaram tanto.
Fórum W3C Brasil - Everaldo Bechara

Ricardo Kobashi, Coordenador dos sítios de governo falou bastante sobre acessibilidade e como o decreto 5296 ajudou na conscientização de padrões WEB. E que uma concessão da ONU que dá direitos as pessoas deficientes e poderá obrigar empresas do governo a implementar padrões WEB, promovendo acessibilidade para pessoas e dispositivos.
Fórum W3C Brasil - Ricardo Kobashi

Recentemente fizeram o site http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/ e disseram ser acessível a qualquer pessoa / dispositivo, e esse site deve ser o padrão para sites do governo. Bom, se esse for o padrão, tenho algumas críticas:
1 – 113kb de JavaScipt?
2 – Recomendo usar a versão packed do jQuery, seriam 68kb a menos.
3 – Fazer uma versão dos “botões de acessibilidade” pra quem não tem JavaScript.

Klaus Birkendihl e Hugo Hoeschl falaram sobre Web Semântica. E para encerrar, anunciaram duas novidades da W3C Brasil que devem estrear até o fim de outubro: um grupo, com uma lista de emails e uma wikipedia para trocar informações de padrões web.
Wiki - W3C Brasil

Enfim, o evento que foi curto, 4 horas com um coffee break e um brunch (que não tinha nada vegan =/ ), serviu para pegar contatos e apresentar as ações da W3C no Brasil.